Notas biográficas

António Cortês, Professor e Coordenador do Curso de Doutoramento em Direito da Escola de Lisboa da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, instituição onde se doutorou em 2009. Foi assessor do Presidente do Tribunal Constitucional entre 2007 e 2012. Tem desenvolvido investigação e publicado principalmente nas temáticas relacionadas com os fundamentos do direito e da decisão jurídica (Filosofia do Direito, Princípios Jurídicos). È membro integrado do Católica Research Centre for the Future of Law, fazendo parte da Linha de Investigação dedicada ao Direito do Mar.

António Rebelo Duarte, Vice-almirante especialista em “Comunicações”, licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, da Universidade Técnica de Lisboa (1974), é conferencista convidado da Universidade Católica Portuguesa desde 2005 e professor convidado da mesma Universidade desde 2008. Em 2008 foi eleito e admitido como Académico Correspondente da Academia Internacional de Cultura Portuguesa; em 2009 como Membro Correspondente da Academia de Marinha e, no ano seguinte, eleito presidente da direção do Instituto D. João de Castro, fundado pelo Prof. Adriano Moreira e o Padre Joaquim Aguiar, tendo sido reeleito em 2014. Presidiu à Comissão do Domínio Público Marítimo. Como Contra-almirante, comandou a Escola Naval (2000-02) e após promoção a Vice-almirante, dirigiu o Instituto Superior Naval de Guerra até à sua extinção em 2005. Entre 1998 e 2000, exerceu docência no Instituto Superior Naval de Guerra como professor da disciplina de Estratégia e foi Coordenador da Respetiva Área de Ensino. Esteve embarcado e comandou várias unidades navais. Em terra, destacam-se os cargos de Professor de Economia na Escola Naval (1976/82); de Conselheiro de Marinha na Delegação de Portugal junto da OTAN (Delnato), em Bruxelas (1989/92) e de chefe das Divisões de “Comunicações” e de “Pessoal e Organização”, do Estado-Maior da Armada, entre 1993-97. Da sua folha de serviço constam vários louvores e condecorações, nomeadamente Medalhas Militares de Serviços Distintos, de Mérito Militar, de Comportamento Exemplar e a Cruz Naval.

Catarina Grilo tem focado a sua atividade profissional nas dimensões homanas da conservação marinha e das pescas, e em assuntos do mar na interface entre ciência e política. Na Iniciativa Gulbenkian Oceanos, é program manager, sendo responsável pelo acompanhamento de projetos de investigação, pela ligação com o policy-making, e pela capacitação das ONGs de ambiente, entre outras atividades também dirigidas a um leque variado de públicos. Antes de se juntar à IGO, a Catarina trabalhou na Comissão Oceanográfica Intersetorial no Ministério da Educação e Ciência. Também participou em projetos de investigação internacionais, focados em questões de governança marinha e socioeconómicas, e coordenou estudos de avaliação de impacte ambiental numa consultora ambiental. A Catarina é doutorada pela Universidade de Lisboa (2011), o que incluiu uma estadia prolongada na Dalhousie University (Canadá) e extenso trabalho de campo na África Austral. Tem também um mestrado em Gestão e Políticas Ambientais da Universidade Livre de Amesterdão (Holanda, 2004) e uma licenciatura em Biologia Marinha da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (2002).

Diogo Almeida Alves, Msc Business Administration pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, (2009 – 2011), onde concluiu tese de mestrado focada na industria do turismo e hospitalidade e no âmbito do qual estudou no Hong Kong Polytechnic e na École Supérieure du Commerce Extérieur (ESCE) de Paris. Licenciado em Gestão pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, tendo também neste ciclo de estudos estudado na London South Bank University e Univerza v Ljubljani. É atualmente Independent Senior Investment Consultant da Portugal Ventures, na Alemanha, com responsabilidade na gestão de 450M Euros; Board Member da boomApp (Portugal, United Kingdom, United States), uma app móvel que reconhece vídeo e imagens (United Kingdom); Board Consultant da TUIZZI.com, um Marketplace para Out-Of-Home Advertising; Board Member da Landing.jobs (United Kingdom); Director International Affairs da German Federal Association for Sustainability - Bundesvereinigung Nachhaltigkeit e.V. (Germany); Global Advisory Board Member da Startup Stock Exchange (United States). É ainda Entrepreneur in Residence & Director Business Development na mbrace labs GmbH(Germany, Spain, Netherlands) e até julho de 2015 desempenhou função de Expert Advisor na Portugal Ventures. Foi Co-Fundador da 360imprimir. Desenvolve Mentoria para diferentes startups. Foi Managing Director de várias empresas nomeadamente Megusta.do (Caribbean Nations), Pricepanda Malaysia (Malaysia); Strategy Consultant (Greenwich Consulting); Social Media and Marketing Consultant (Convirgente). Foi Assistant Professor of Marketing Management no ISCTE-IUL, tendo estagiado no Millennium bcp Portugal- International Division-Global Transaction Banking Area

Fátima Castro Moreira, Advogada, inscrita na OAP desde 2003, doutorada em Direito do Mar pela Faculdade de Direito da Universidade Católica, auditora do Curso de Defesa Nacional 14/15, fundadora do Fórum Blue School, docente convidada da Pós Graduação em Direito Marítimo e Portuário da APDL/Faculdade de Direito da Universidade do Porto, autora de diversos artigos nacionais e internacionais relacionados com o direito do mar, efetuou também diversas comunicações em direito do mar em várias conferências, workshops e seminários relacionados com o mar.

Fernando Barriga é Professor Catedrático (aposentado) da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e, desde 2000, membro da Academia de Ciências de Lisboa. Estudou no Canadá para seu doutoramento, com WS Fyfe. Envolveu-se profundamente na compreensão dos jazigos minerais antigos à luz dos jazigos em processo de formação actual nos fundos marinhos. É um especialista em génese e prospecção de jazigos de sulfuretos maciços, quer actuais, nos fundo marinhos, quer antigos expostos em terra. Esteve envolvido na descoberta de depósitos sms em três oceanos (Atlântico e Pacífico, Árctico). Participou em cruzeiros no mar (total superior a 8 meses), incluindo como co-investigador principal na Leg 193 do Ocean Drilling Program, para investigar Pacmanus, um campo hidrotermal próximo de Solwara 1 (Nautilus Minerals, Papuásia). Foi alternate delegate de Portugal no Marine Board (2002-2007); foi membro do IWG+ do Integrated Ocean Drilling Program, e delegado de Portugal no Ecord até 2015. De 2004 a 2010 foi Director do Museu Nacional de História Natural. Foi membro (especialista convidado) da Comissão Estratégica dos Oceanos (2003-2004). Foi director do Creminer FCUL LARSyS, uma unidade de investigação com uma ampla actividade em depósitos minerais, até que se fundiu com o Instituto Dom Luiz em 2014. Em Abril de 2013 interveio junto do Painel STOA do Parlamento Europeu, com uma apresentação sobre o futuro dos recursos minerais em mar profundo; em Setembro de 2014 foi Technical Program Co-Chair and Host of the 43rd Underwater Mining Institute, em Portugal, sob o tema Harvesting Seabed Mineral Resources in Harmony with Nature. Em Outubro de 2014 Fernando foi orador convidado no EurOcean em Roma e contribuído para a declaração de Roma. Em 2015 participou, por convite, no workshop for Scientific Drilling in the Indian Ocean Crust & Mantle, Woods Hole MA, USA, e no Third InterRidge Theoretical Institute, in Hangzhou, China.

Filipa Saldanha é economista e program manager da Iniciativa Gulbenkian Oceanos (IGO), onde é responsável pela gestão e acompanhamento de projetos de investigação, por atividades de capacitação económico-ambiental dirigidos a diversos públicos-alvo e por atividades de sustentabilidade dirigidas ao setor empresarial. Entre outros, a Filipa foi responsável pela conceção e lançamento de um projeto de contabilidade do capital natural com objetivo de promover uma estratégia de gestão sustentável nas empresas do setor marinho e marítimo em Portugal. Foi também responsável pela conceção e desenvolvimento do jogo “Banco Mundial dos Oceanos”; atividade que decorreu no Oceanário de Lisboa durante as épocas letivas de 2014/2015 e 2015//2016. Antes de se juntar à IGO, a Filipa trabalhou como consultora financeira no projeto “Blue Growth for Portugal” (COTEC Portugal) onde foi responsável pela análise financeira do relatório de projeto. Anteriormente trabalhou nas áreas de contabilidade e finanças (Espanha) nos setores empresarial e académico. Iniciou a sua carreira profissional como assistente de investigação em economia ambiental no Harte Research Institute (USA). Tem uma licenciatura em Economia pela Texas A&M University Corpus Christi (2007) e um Mestrado de Investigação em Economia pela NOVA School of Business and Economics (2013).

Francisco Andrade é licenciado em Biologia pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, D.E.A. en Océanologie pela Universidade de Aix-Marseille II (França) e Doutor em Ecologia e Biossistemática pela Universidade de Lisboa. Professor do Departamento de Biologia Animal da FCUL desde 1986, presentemente responsável pelas disciplinas de Avaliação Ambiental, Bens e Serviços do Oceano, Ordenamento do Espaço Marítimo e Avaliação Ambiental, Gestão e Ordenamento Costeiros e Detecção Remota e SIGs, dos Mestrados da FCUL, onde integra a Comissão Científica do Mestrado em Ecologia Marinha. Membro do Colégio do Ambiente da Ordem dos Biólogos, que representa no Conselho Nacional da Água, é investigador do polo da Universidade de Lisboa do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente – MARE, onde integra as linhas de Avaliação Ambiental e Risco Ecológico e de Políticas e Governança. Coordenou e participou em projectos de investigação em ambientes marinhos e costeiros com financiamento público, nacional e internacional e com financiamento pela indústria portuguesa, nomeadamente o projecto TRANSMAP (UE), um projecto LTER-NSF e o projecto LU-CES (NSF), na costa leste dos Estados Unidos (Carolina do Sul e Georgia) e em diversos projectos aplicados, incluindo vários Estudos de Impacte Ambiental relativos a projectos costeiros, Avaliações Ambientais Estratégicas de Planos relativos à área do Turismo e programas de monitorização ambiental de médio-longo prazo. Autor de diversas publicações em revistas científicas internacionais, de vários capítulos em livros e de diversos estudos e documentos na área da ecologia, gestão e ordenamento de ambientes costeiros marinhos e do mar, orientou mais de 20 teses, de Mestrado e de Doutoramento, em universidades nacionais. O seu interesse científico presente centra-se na relação e papel dos diferentes níveis de Avaliação Ambiental, no quadro europeu e nacional da Gestão Costeira Integrada e do Ordenamento do Espaço Marítimo.

Helena Vieira é Investigadora do BioISI, Professora Associada Convidada da FCUL nas áreas de inovação, empreendedorismo e transferência de tecnologia e Directora Executiva da BLUEBIO ALLIANCE, uma rede nacional para o sector dos biorecursos e biotecnologia marinhos. Helena Vieira é uma empreendedora nata, co-fundadora de 3 empresas, 2 delas na área das ciências da vida. Foi CEO (2006-2013) da BIOALVO SA, um empresa de biotecnologia usando os recursos marinhos nacionais e lançou recentemente a MY.SKINMIX, uma empresa de co-criação de produtos cosméticos naturais. Tem uma pós-graduação em Leadership & Strategy in Pharma & Biotech, da Harvard Business School, Boston, USA e um PhD em Biomedicina pelo Imperial College of London, UK. É ainda mentora de vários programas nacionais como o Plataforma de mentoring da Woman Win Win, Beta-i, Rede Nacional de Mentores e Passaporte para o Empreendedorismo. Ocupa ainda cargos de especialista em Biotecnologia marinha ao nível Europeu, nomeadamente no European Marine Board e no International Advisory Board da ERA NET – MARINE BIOTECH.

Henrique Cabral é Professor Catedrático Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), possui o título de Especialista em Ambiente, atribuído pela Ordem dos Biólogos e é licenciado em Biologia, Mestre em Matemática Aplicada às Ciências Biológicas e Doutorado em Biologia. Foi Diretor do Centro de Oceanografia e atualmente é Diretor e Coordenador Científico do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente. Na FCUL, foi coordenador do Mestrado em Ecologia e Gestão Ambiental, pertence à sua Comissão de Científica, é coordenador do Doutoramento em Biologia e foi cocoordenador do Doutoramento em Ciências do Mar. As principais atividades profissionais têm sido o ensino das ciências biológicas e a investigação científica na área da ecologia marinha e estuarina, a análise de dados em ecologia, em particular a estatística experimental e algum trabalho no domínio da consultoria técnico-científica, principalmente na avaliação de impactos ambientais. Foi membro do Conselho Consultivo de Avaliação de Impactes Ambientais e do Comité Nacional do “International Geosphere Biosphere Programme”, sendo responsável pelo “Joint Global Ocean Flux Study”. Na Ordem dos Biólogos ocupou os cargos de Vice-Presidente do Conselho Regional de Lisboa e Vale do Tejo, membro do Conselho Pedagógico, membro do Colégio de Ambiente e membro da Direção do Colégio de Ambiente. Na Liga para a Proteção da Natureza foi Vice-Presidente da Direção e Presidente da Assembleia Geral, na Sociedade Portuguesa de Ciências Naturais foi Vice-Bibliotecário e Bibliotecário, e na Associação Portuguesa de Avaliação de Impactes foi Vogal do Conselho Fiscal e Presidente da Mesa da Assembleia Geral. Atualmente é membro do Steering Committee da Iniciativa Oceanos da Gulbenkian.

João Gama - Coordenador e docente da Pós-Graduação em Fiscalidade da Escola de Lisboa da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, instituição onde é assistente e doutorando em Direito Fiscal. É Diretor-Executivo da revista Fiscalidade e árbitro do Centro de Arbitragem Administrativa. Foi visiting researcher na New York University (International Tax Program) em 2010. Licenciado em Direito (2000) e Mestre (2004) pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, foi aí assistente de 2000 a 2009. Tem vários artigos publicados em revistas científicas portuguesas e estrangeiras. É co-autor de "Manual de Direito Fiscal Angolano" (2010), com o Professor Saldanha Sanches, com quem colaborou profissional e academicamente (2003-2010).

José Guerreiro nasceu em Lisboa em 1958. Licenciou-se em Biologia e Doutorou-se em Ecologia e Biossistemática pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), onde é Professor do Departamento de Biologia Animal. Desenvolve a sua área de investigação em Governança Ambiental e Marinha. É regente das disciplinas de Política e Direito de Ambiente, Auditorias e Sistemas de Gestão Ambiental, Biologia Ambiental e Conservação, Ecoturismo, Governança e Conservação do Meio Marinho. É investigador do Centro MARE. É membro representante da FCUL da Comissão Mista de Cooperação com as Faculdades de Ciências da Universidade Agostinho Neto de Angola e Eduardo Mondlane de Moçambique, co-coordenando os Mestrados de Gestão e Governança Ambiental e Biologia Aquática e Gestão Costeira, respetivamente. Cargos Públicos Foi Secretário de Estado do Ambiente do XIII Governo Constitucional (1997-1999), Diretor Geral do Ambiente, Presidente do Instituto de Promoção Ambiental e Presidente da Comissão de Acompanhamento da Obra da Ponte Vasco da Gama. Foi Bastonário da Ordem dos Biólogos, entre 2001 e 2007. É membro do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CNADS) desde 2001 em representação das Ordens Profissionais. Outras funções na FCUL - Foi Administrador Executivo do Instituto de Ciência Aplicada e Tecnologia da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa/TECLABS entre 2001 e 2006 e entre 2009 e Julho de 2015. Atualmente é Coordenador da iniciativa de empreendedorismo no mar MARE STARTUP.

José Lino Costa é Licenciado e Doutor em Biologia pela Universidade de Lisboa e Professor Convidado na FCUL. Coordenador do polo da Universidade de Lisboa do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente - MARE, tem desenvolvido investigação em ictiologia, ecologia aquática, qualidade ecológica da água, conservação da natureza e impacto e monitorização ambiental. Apresenta vasta experiência letiva em várias universidades de Portugal e de Angola, tendo ministrado aulas de diversas disciplinas sobre ecologia marinha e avaliação ambiental e monitorização em meio marinho.

José Paula, Professor Associado e actualmente responsável pelas disciplinas de Ecologia Marinha (Licenciatura), Biodiversidade Marinha e Sistemas Costeiros (Mestrado em Ecologia Marinha), e disciplinas dos planos doutorais na Universidade de Lisboa. Responsável pela disciplina de Ecologia Marinha Avançada no Mestrado em Biologia Aquática e Ecossistemas Costeiros da Universidade Eduardo Mondlane em Moçambique. Autor de mais de 100 publicações científicas. Foi supervisor de inúmeras teses de licenciatura, mestrado e doutoramento, incluindo a coordenação de trabalhos de pós-doutoramento. Supervisor de formação avançada (MSc and PhD) em Universidades Moçambicanas e Tanzanianas, e foi responsável por diversos cursos de formação avançada na região do Índico Ocidental. Foi coordenador de vários projectos regionais, incluindo financiamentos da União Europeia na Costa leste Africana. Recentemente coordenou o Regional State of the Coast Report – Western Indian Ocean para a UNEP, decorrente do mandato do World Oceans Assessment.

Lino Torgal, Advogado, sócio fundador da Lino Torgal & Associados - Sociedade de Advogados, RL (2015), tendo sido anteriormente sócio da Sérvulo & Associados - Sociedade de Advogados, RL (2004-2014). É reconhecido como especialista nas áreas de Direito Público, Projetos e Energia pelos principais Diretórios internacionais da advocacia. Docente convidado da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, no Mestrado de Direito Administrativo. Colabora, desde 2008, na Pós-Graduação sobre ‘Contratos Públicos’ da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Foi membro da Comissão de Preparação do Anteprojeto do Código dos Contratos Públicos de 2008. Tem publicado obra, em especial, na área do Direito administrativo e dos contratos administrativos.

Luís Fábrica, Professor da Escola de Lisboa da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, instituição onde se doutorou em 2004 e de que foi Diretor entre 2005 e 2011. Leciona, investiga e publica nas áreas do Direito Administrativo e do Contencioso Administrativo. É atualmente sócio da sociedade Abreu Advogados e membro do Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais, nomeado pelo presidente da República (desde 2006).

Luz Paramio é Doutorada em Geografia pela Universidade dos Açores, especialista em Governança e Economia do Oceano. Licenciada em Ciências do Mar pela Universidade de Las Palmas de Gran Canaria (Espanha),Mestre em Gestão Costeira e Marinha pela Universidade de Cádiz (Espanha). Exerce atividades de investigação na Universidade dos Açores na área do Ordenamento do Território e Planeamento Ambiental. Atualmente encontra-se a desenvolver o projeto de pós-doutoramento intitulado “Seavalue Project: The Value of Services Provided by the Sea of Azores: Contributions to Regional Development” no Centro de Economia Aplicada do Atlântico (CEEAPLA) na Universidade dos Açores. Luz Paramio integra o corpo de investigadores da Linha de Investigação Sobre os Assuntos do Mar, LIAM, da Universidade Católica, e é membro integrado do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM) da Universidade de Aveiro.

Manuel Oehen Mendes, Advogado Especialista em Propriedade Intelectual, tem lecionado diversas disciplinas na área do direito comercial na Universidade Católica Portuguesa e é autor de diversas publicações nas áreas do Direito Industrial e do Direito de Autor.(….)

Maria Ana Martins, Licenciada em Direito pela Universidade Católica, especializada em Direito Internacional e Relações Internacionais pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Coordenadora Jurídica na Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental. Participou na preparação da submissão portuguesa de extensão da plataforma continental entregue em 2009 à Comissão de Limites da Plataforma Continental e acompanhou desde 2007 o grupo de Trabalho Ad Hoc Open-ended Informal Working Group to study issues relating to the conservation and sustainable use of marine biological diversity beyond areas of national jurisdiction, nas Nações Unida.

Nuno Marques Antunes, Doutorado em Direito (2002), na área do Direito do Mar, pela Universidade de Durham (Reino Unido), é atualmente consultor da sociedade de advogados «Miranda e Associados». Lecionou direito internacional público e direito constitucional na universidade e é orador convidado em pós-graduações e conferências internacionais. É autor de diversos livros e publicações, em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente na área do Direito Internacional Público e do Direito do Mar. Foi assessor jurídico do Primeiro-Ministro de Timor-Leste para o sector petrolífero. Atualmente a sua prática jurídica está ligada ao Direito do Mar, centrando-se principalmente no sector petrolífero, nas suas diversas vertentes (constitucionais, internacionais, regulatórias, contratuais, ambientais, fiscais e de M&A). Destaca-se, ainda, as áreas do investimento estrangeiro, dos recursos minerais e do ambiente.

Nuno Vieira Matias - O Almirante Nuno Gonçalo Vieira Matias licenciou-se na Escola Naval em 1961, especializou-se, depois, em Artilharia e em Fuzileiro Especial e frequentou cursos, nomeadamente, no Instituto Superior Naval de Guerra (ISNG), HMS Dryad (UK), Naval War College (EUA) e NATO Defense College (Itália e Bélgica). Foi, entre outros cargos, capitão dos portos de Portimão e Lagos (1978-82), professor da Escola Naval e do ISNG, comandou navios e unidades de Fuzileiros e desempenhou, na fase final do serviço activo, as funções de Comandante Naval e Commander-in-Chief Iberian Atlantic Área (1995-1997) e de Chefe do Estado - Maior da Armada (1997-2002). Desligado do serviço, foi membro da Comissão Estratégica dos Oceanos, do Conselho Nacional de Educação, do “EU Security Research Advisory Board”, participou no estudo da SaeR, “O Hypercluster da Economia do Mar”, também noutro semelhante relativo a CaboVerde, etc. É autor de diversos trabalhos e artigos sobre estratégia marítima, segurança nacional e economia do mar. Participa, regularmente, em painéis e debates sobre esses temas, assim como em actividades lectivas. É, entre outros cargos, Presidente da Academia de Marinha, desde 2009, Vice-presidente da Direcção da Sociedade de Geografia de Lisboa, membro efectivo da classe de letras da Academia das Ciências de Lisboa, membro de mérito da Academia Portuguesa da História, professor convidado do Instituto de Estudos Políticos da UCP.

Teresa Maria Gamito, engenheira civil (IST), com uma pós-graduação em ordenamento do território (FCT/UNL) e MBA (FCEE/UCP), especialista em Desenvolvimento do Território. Tem realizado diversos estudos com enfoque no Planeamento e Gestão de Zonas Costeiras e Marítimas, merecendo destaque: a coordenação do Plano de Ordenamento do Espaço Marítimo, do Plano de Ordenamento da Orla Costeira entre Caminha e Espinho e de diversos Planos de Ordenamento e Desenvolvimento Portuários; a colaboração nos estudos realizados pela SaeR, relacionados com “O hypercluster da economia do mar" e com a criação de Centros de Mar (Valimar, Portimão, Cascais), e pela Thinktur, relacionados com o Turismo e Lazer no PROT da Área Metropolitana de Lisboa e com a Visitação de Áreas Protegidas e a participação na preparação da Estratégia Nacional para o Oceano.

Tiago Pitta e Cunha - Licenciado na Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa (1990) e LL.M. (Legis Magister) em Direito Europeu e Internacional da London School of Economics and Political Science (1994), é atualmente Consultor do Senhor Presidente da República para os assuntos do mar. Foi membro do Gabinete do Comissário Europeu para os Assuntos Marítimos e coordenador da nova Política Marítima Integrada da União Europeia (Novembro de 2004 a Fevereiro de 2010); Coordenador da Comissão Estratégica dos Oceanos, um grupo de trabalho de alto-nível, nomeado pelo primeiro Ministro, encarregue de redigir uma política nacional para os oceanos (Junho 2003 a Outubro 2004); Representante de Portugal na Convenção do Direito do Mar das Nações Unidas; na Autoridade Internacional dos Fundos Marinhos, e no Processo Consultivo Informal das Nações Unidas sobre Oceanos e Direito do Mar. Representante de Portugal e dos demais Estados Membros da EU, nas Nações Unidas, para os assuntos marítimos, durante as Presidências portuguesa e francesa da União em 2000. Delegado à Assembleia Geral das Nações Unidas em 1998 e Conselheiro na Missão Permanente de Portugal junto das Nações Unidas (de 1999 a 2002). Assessor do Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas de 1995 a 1996.

Vasco Weinberg, Doutor em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Hamburgo, Mestre em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa da Universidade Católica Portuguesa. Foi investigador da International Max Planck Research School for Maritime Affairs at the University of Hamburg e desempenhou as funções de adjunto do Gabinete do Secretário de Estado do Mar. Colabora com várias Universidades e centros de investigação nacionais e estrangeiros nas áreas do Direito Internacional Público e do Direito do Mar e é autor de várias publicações nestes domínios.